quinta-feira ,21 setembro 2017
Home / Esporte / Clássico entre Cruzeiro e Atlético, pela Primeira Liga, terá torcida e renda divididas

Clássico entre Cruzeiro e Atlético, pela Primeira Liga, terá torcida e renda divididas

O clássico entre Cruzeiro e Atlético, válido pela rodada de abertura do Grupo C da Primeira Liga, no dia 1º de fevereiro (quarta-feira), às 19h30 (de Brasília), no Mineirão, será com torcida e renda divididas. A informação foi confirmada ao Superesportes pelos presidentes Daniel Nepomuceno, do Galo, e Gilvan de Pinho Tavares, da Raposa, em breve contato telefônico.

Na edição de 2016 da Primeira Liga, as equipes atuaram duas vezes como mandante e uma como visitante na fase de grupos. Teoricamente, essa condição deveria ser invertida, com Cruzeiro e Atlético jogando, cada um, duas partidas fora e uma em casa. Assim, para ninguém sair no prejuízo, as duas diretorias chegaram a acordo e marcaram o clássico em “campo neutro”.

A única vez que o novo Mineirão foi dividido meio a meio foi justamente na reinauguração do estádio, dia 3 de fevereiro de 2013, quando o Cruzeiro venceu o Atlético por 2 a 1. Os gols da equipe celeste foram marcados por Marcos Rocha, contra, e Dagoberto, enquanto Araújo balançou as redes pelo Galo.

Desde então, foram disputados 19 clássicos entre Atlético e Cruzeiro, válidos por Campeonato Mineiro, Campeonato Brasileiro e a decisão da Copa do Brasil de 2014. Na maioria desses jogos, a torcida visitante ocupou apenas 10% do estádio. Em alguns casos, houve duelos no Independência com torcida única.

A volta dos clássicos com torcida dividida era desejo do povo mineiro. Passada a reinauguração do Mineirão, foram feitas várias campanhas para que o maior jogo do futebol no estado voltasse a ter festa das duas torcidas nas arquibancadas, como aconteceu até o fechamento do estádio para as obras visando à Copa das Confederações, em 2013, e à Copa do Mundo, em 2014.

Sócios

Assim que a decisão for formalizada, o Cruzeiro precisará encontrar uma solução para atender de maneira eficaz a distribuição da carga para os sócios do futebol. Com 78,2 mil associados, o clube celeste teria direito a “apenas” 30 mil entradas. A tendência é que os clientes cativos (modalidades Libertadores, Brasileiro, Supercopa, Copa do Brasil e Recopa) tenham prioridade na aquisição dos bilhetes. Há também as categorias Cruzeiro Sempre, Papafilas e Time do Povo.

O Atlético, que contabiliza 71,2 mil sócios, também poderá dar preferência de compra aos torcedores cadastrados no programa Galo na Veia, cujas modalidades são Preto, Prata e Branco. Essa situação já ocorreu em outros clássicos disputados no Mineirão.

Fonte:Túlio Kaizer /Superesportes , Tiago Mattar /Superesportes , Rafael Arruda /Superesportes

Você pode Gostar de:

Dramático, sofrido e finalista: Galo empata com Inter e está na decisão da Copa do Brasil

“Lutem pela massa”, dizia o mosaico da torcida no Independência. Quem disse que seria fácil? …

Loading Facebook Comments ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *