sexta-feira ,20 abril 2018
Home / Notícias / BARRAGEM ROMPE E CAUSA DANOS AMBIENTAIS E MORTE DE PEIXES NO RIO DA PRATA

BARRAGEM ROMPE E CAUSA DANOS AMBIENTAIS E MORTE DE PEIXES NO RIO DA PRATA

Um piscinão como é chamado para armazenar água para ser utilizada na irrigação de lavouras rompeu na zona rural de Varjão de Minas, na segunda-feira (12).

As fortes chuvas que caíram no município podem ter contribuído para o acidente. A força da água causou estragos ao meio ambiente e a morte de peixes no Rio da Prata.

A Polícia Militar de Meio Ambiente fez uma vistoria no piscinão. De acordo com o comandante de Polícia de Meio Ambiente, Major Euzébio, com rompimento a água com lama escorreu no afluente córrego Dourados e posteriormente no Rio da Prata.

Major Euzébio disse ao Regional Notícias que todas as providências estão sendo tomadas no sentido de apurar os danos causados ao meio ambiente e todas as medidas serão comunicadas ao Ministério Público e Poder Judiciário.

Segundo major Euzébio todas as medidas e detalhes do desastre serão disponibilizados na ocorrência que levará dias para ser fechada.

Ainda segundo o major um representante da empresa acompanhou a vistoria e manifestou informalmente da ciência das providências e das demais medidas que poderão ser requeridas.

Informações obtidas pelo Regional Notícias que uma perícia foi solicitada pela Polícia de Meio Ambiente no Sistema de Requerimento de Licenciamento Ambiental (SEMAD) em Belo Horizonte.

O secretário de Agricultura, Julio Reis, disse que a situação é muito grave e que a Prefeitura Municipal já informou todos os órgãos ambientais do desastre ambiental no Rio Prata e seus afluentes. Comunicado do Acidente na Barragem ao Núcleo de Emergência Ambiental.

Um relatório sobre os prejuízos e os danos ambientais será enviado ao Ministério Público, à Defesa Civil e para a Prefeitura de Presidente Olegário.

A empresa

Órgãos ambientais foram comunicados. A empresa de consultoria ambiental Água e Terra contratada elaborou um plano de ação emergencial e já trabalha no local. Todas as medidas de segurança foram implementadas, como isolamento da área, construção de barreiras de contenção e análise da água. Também foram adotadas medidas para amenizar qualquer impacto que possa ocorrer ao meio ambiente.

Nota da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente de Presidente Olegário

A Secretaria Emitiu nota sobre as providencias tomadas em relação ao acidente, primeiramente foi feito contato com a Diretoria Fiscalização dos Recursos Faunísticos e Pesqueiros – DIFAP, através do Diretor Marcelo Coutinho Amarante, informando a mortandade dos peixes, logo em seguida foi feito o contato com a Superintendência de Controle e Emergência Ambiental – SUCEA, em Belo Horizonte,informando sobre o possível rompimento de Barramento artificial na região de um dos Afluentes do Rio da Prata. Também foi feito a comunicação no Núcleo de Fiscalização Alto Paranaíba- NUFIS AP através da coordenadora Ivone de Sousa Nascente Morgado, como também foi informado sobre o fato ocorrido a Policia de Meio Ambiente.

Segundo ainda informado pelo secretário Júlio Reis, o mesmo está aguardando o posicionamento dos órgãos competentes sobre o responsável pelo dano ambiental como também sobre quais as medidas mitigadoras e compensatórias serão adotadas em relação ao ocorrido.

A Secretaria informa ainda que está a disposição de todos aqueles que quiserem mais informações sobre a competência da secretaria no que tange as questões ambientais do município de Presidente Olegário.

Vale ressaltar também que o COPAM, Conselho de Políticas Ambientais e o CODEMA, Conselho Municipal de Meio Ambiente são órgãos normativos e deliberativos e não compete aos mesmos o poder de fiscalização.

Fonte: Aldieres Brito

Você pode Gostar de:

Duplicação da BR-040 em Minas não sai e a única coisa que funciona é o pedágio

Sem caixa para tocar o empreendimento, com um dos sócios envolvidos na Lava-Jato, consórcio responsável …

Loading Facebook Comments ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *