quarta-feira ,26 julho 2017
Home / Comércio local / Receita prepara operações contra sonegação no Imposto de Renda

Receita prepara operações contra sonegação no Imposto de Renda

Deduções com despesas médicas, pensões alimentícias e empregados domésticos estarão na mira do Fisco. Prazo para enviar declaração começou em 2 de março e vai até final de abril.

Com o início do prazo para os contribuintes enviarem a declaração do Imposto de Renda 2017, que vai de 2 de março até o final de abril, também serão realizadas operações contra sonegação fiscal. A informação é do coordenador-geral de Fiscalização da Receita, Flavio Vilela Campos.

“Vamos fazer no início e durante a declaração algumas operações buscando fraudes”, disse Campos, em entrevista ao G1.

Imposto de Renda 2017: envie sua pergunta para a especialista do G1

De acordo com ele, estão sendo preparadas operações para buscar fraudes nas deduções de despesas médicas, que têm um alto índice de inconsistências nas declarações, nas pensões alimentícias, nos gastos com previdência privada e nas despesas com empregados domésticos.

Patrimônio

O Fisco planeja também, disse o coordenador, uma operação focada em rendimentos, ou seja, em contribuintes que não informam renda na sua declaração do IR para justificar eventual aumento de patrimônio.

“Ele põe na [declaração de pessoa] jurídica que teve lucro, mas não teve. Ou que teve lucro bem menor do que ele está jogando na declaração de pessoa física”, explicou Vilela.

Outra operação deve focar na omissão de rendimentos, informou ele. Neste caso, o alvo deve ser corretagem de imóveis.

Carnê Leão

Neste ano também deve ser feita uma nova operação sobre o carnê leão, disse Vilela. No ano passado, a Receita já fez uma operação do tipo que resultou no lançamento de autos de infração contra oito mil contribuintes, no valor de R$ 105 milhões.

Contribuintes que recebem rendimentos de pessoa física precisam pagar o imposto ao longo do ano, via carnê leão. Entretanto, muitos deixam para declarar a renda somente no Imposto de Renda.

“Quando faz isso, está sujeito a uma multa isolada de 50% do imposto devido em cada mês”, informou Vilela.

Neste ano, a operação do carnê leão vai abranger os anos-base 2012, 2013, 2014 e 2015. A previsão de Vilela é de que o total de autos de infração aumente em quatro vezes, na comparação com a operação realizada no ano passado.

Fonte:G1.globo.com-Alexandro Martello, G1, Brasília

Você pode Gostar de:

Oscar Empresarial Pinheirense ACE

Está chegando o dia de homenagear as empresas pinheirenses que se destacaram em 2016. Você …

Loading Facebook Comments ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *