sexta-feira ,20 outubro 2017
Home / Notícias / Chuva causa transtornos a João Pinheiro, mas alivia a seca.

Chuva causa transtornos a João Pinheiro, mas alivia a seca.

João Pinheiro amanheceu neste sábado (20/05) sob chuva, temperatura mínima de 16 graus, vento brando, nove quilômetros por hora ( 9 km ) mudança de clima que fez brotar uma certeza, o ano não será tão castigado como se imaginava. Melhorou a umidade relativa do ar, chegando a mais de 90%, nos últimos dias estivemos com cerca de 40%.

Se por um lado melhora a qualidade do ar, a chuva traz um problema sério, a proliferação de mosquitos de acordo com a temperatura e o volume de chuvas, é preciso alerta das autoridades e população sobre o lixo acumulado no quintal e locais que possam acumular água parada.

O período chuvoso começou na segunda feira (15/9), ainda na madrugada com uma chuva fina, na quarta feira uma forte chuva caiu sobre o município a no final da tarde atingindo a maioria dos 9 distritos, o mesmo se repetiu na noite de quinta feira. Foram chuvas de vento forte, 62 km por hora, chegou-se a registrar em alguns locais.

O índice de chuva nestes dias chegou a mais de 50 mm acumulados em alguns locais. A previsão é de mais chuvas nas próximas horas ( 25mm), inclusive com trovoadas.
Pela zona rural diversas árvores foram derrubadas e os córregos tiveram enchentes fortes, com muita água, o que não ocorreu muito neste ano.
Na cidade fez estragos, o vento forte derrubou árvores em vários bairros, algumas antigas, como na calçada em volta da Praça Luzia Mendes Romero.

No Bairro Maria José de Paula, uma palmeira de 9 metros caiu na rua, arrebentando fios de alta tensão. A proprietária já havia feito vários pedidos para a Cemig fazer o corte da mesma, não fez, caiu pela força do vento, deixando fios expostos, não houve danos para as pessoas. No bairro Bouganville II, destelhou várias casas, devido à enxurrada, as ruas ficaram esburacadas, pois se trata de um local em elevação.

Ambas as chuvas vieram em períodos da tarde, as ruas haviam sido limpas pela manhã, mas muitas já estavam sujas de papel de bala, toco de cigarro, latinhas, copos descartáveis, plásticos, diversos tios de plásticos, ou seja, esse lixo inocente que a gente libera sempre.

Tudo desceu pelo bueiro, entupiram alguns, outros levaram o lixo pela força da água, que desceu pelos córregos até o Rio da Prata, que já agoniza faz tempo.
A chuva na zona rural fez brotar as plantas, não vai ajudar muito, dizem os desanimados, mas alivia um pouco o estresse hídrico que assolou a região. Muitas lagoas estavam secando, outras em estado critico e isso ocorrendo já no mês de maio, muito cedo, dizem os mais velhos. Nascentes que aparentavam inicio de seca, agora podem brotar mais água, mesmo que por um curto período, já para a natureza é suficiente para mudar o visual.

Foto 01 – Dia amanheceu nublado e com nuvens escuras
Foto 02 – Mesmo com grades, bueiros recebem muitos lixos
Foto 03 – Fios de telefones expostos desde quinta feira a noite, CEMIG já religou fios de energia.

Por: Welington Ney – Jornalista MTB 13.344

Você pode Gostar de:

Minas Gerais publica mais um lote de nomeações de 2.250 servidores para a Educação

Com a nova publicação, na edição deste sábado (24/6) do Diário Oficial, número de nomeados …

Loading Facebook Comments ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *